quinta-feira, 7 de março de 2013

Blog Em Direita Brasil

LIVROS E A VERDADE HISTÓRICA


Por Grupo Guararapes



Desde que o mundo é mundo que a história dos povos é contada de diversas maneiras, ou de boca a boca ou nos papiros, conforme a posição dos observadores. A história do Brasil não poderia ser diferente e muitas das vezes são lançadas afirmativas como se VERDADES FOSSEM.

Quem já não ouviu estas duas afirmativas: "o povo brasileiro foi explorado por quinhentos anos" ou: "a nossa desgraça foi ter sido descoberto pelos portugueses". Elas são repetidas, por professores, políticos e analfabetos políticos. Será que eles fariam melhor? Por qual povo gostaria de ter sido descoberto? Será que quem cita aquelas duas expressões chegaria aos pés de um Pedro II ou de um Pedro Teixeira?

É a juventude, estudando nos bons livros, que pode formar o cidadão responsável e que ame este grande País. Ninguém é dono da VERDADE. Aceitar a MENTIRA como viga mestra, nunca.

Quando se destrói o passado de luta, os seus heróis para se criar outros, qualquer que seja a Nação, fica ameaçada de destruição, pois seu tecido social deixa de acreditar nos valores que a construíram. Tentar transferir para outras figuras, até não ligadas ao País, como é o nosso caso, torna-se atitudes antipatrióticas.

Estamos assistindo, no nosso País, ao endeusamento de bandidos estrangeiros em detrimento de figuras que deram a vida pela grandeza da Pátria. A figura de Caxias precisa ser destruída para que o Exército perca uma referência básica de sua estrutura. Há que se dizer que Caxias é um assassino da Guerra do Paraguai para substituí-lo por CHE GUEVARA, até em Escola de Samba.

Humberto Fontova, no seu livro "O verdadeiro Che Guevara e os idiotas úteis que o idolatram" mostra o caráter sanguinário do mesmo. É democrata quem escreve e prega: "um revolucionário deve se tornar uma fria máquina de matar movida apenas pelo ódio"? Já o historiador dos mais confiáveis ARMANDO LAGO afirma-nos que os crimes praticados em CUBA custaram ao povo cubano a morte de 100.000 dos seus filhos.

A história dos povos é sedimentada ao longo do tempo. Agora, passou a ser moda, a se querer dar palpite no Ensino do Exército. Vem a Comissão da Verdade dizer que é preciso se intervir nos livros acadêmicos da ACADEMIA MILITAR DAS AGULHAS NEGRAS. Além desta Comissão lemos na Folha de São Paulo (Hélio Schwartsman e Vinicius MOTA) na mesma linha. Querem a VERDADE, dando a entender que nos Colégios Militares e a Academia estão desvirtuando a História.

Nas Forças Armadas Brasileiras ensinam-se a honra, o dever para com a Pátria, o cumprimento do dever, ter como certo não mentir, não roubar e zelar pela coisa pública. Estes ensinamentos são baseados na história dos heróis, do nosso passado gigante e podemos citar aos milhares, como exemplos, mas apontaremos três homens que engrandecem a História do Brasil:

- CAXIAS que com sua frase "sigam-me os que forem brasileiros" deu-nos a vitória da batalha de ITORORÓ;

- BARROSO que hasteou em sua adriça "Sustentar o fogo que a vitória é nossa" dando-nos a vitória de Riachuelo;

- RUI BARBOSA que nos ensina : "A pátria não é ninguém: são todos; e cada qual tem no seio dela o mesmo direito à idéia, à palavra, à associação. A Pátria não é um sistema, nem uma seita, nem um monopólio, nem uma forma de governo: é o céu, o solo, o povo, a tradição, a consciência, o lar, o berço dos filhos e o túmulo dos antepassados, a comunhão da lei, da língua e da liberdade".

O EXÉRCITO CUMPRE ORDEM E DEFENDE A PÁTRIA. O povo deu ordem e o apoiamos em 1964 e o apoiaremos sempre que for chamado. Caso desejem mudar o livro estamos aguardando ordem para colocar nas páginas dos mesmos os feitos do Mensalão, os roubos, os assaltos aos cofres públicos nunca visto antes e tirar o nome de brasileiros que souberam engrandecer o BRASIL como TAMANDARÉ, CAXIAS, SANTOS DUMONT, EDUARDO GOMES e a história dos cinco militares últimos que foram Presidentes e voltaram para suas casas com honradez, dignidade, não fazendo parte das páginas policiais como no momento vivemos, inclusive envolvimento com moças de programas ou amantes. Podemos colocar, também, a morte de ELZA FERNANDES e de outros brasileiros que foram assassinados pelos comunistas como Câmara Ferreira, Leite de Toledo, professor Alvarenga, Salatiel.

O Exército, defensor da LIBERDADE E DA DEMOCRACIA, comunga com o que bem diz Arthur Koestler, no seu livro clássico : - "DO ZERO AO INFINITO - Ensinar os seus a pensar a força", como estão querendo fazer.

ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES!

PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. nº12 5893. Cartório do 1º Registro de Títulos e Documentos, em Fortaleza CE. Somos 1.837 civis: 49 da Marinha - 479 do Exército - 51 da Aeronáutica; 2.416 RP: batistapinheiro30@yahoo.com.br