sábado, 13 de agosto de 2016

Benefícios de comer lentilhas

7 Benefícios de comer lentilhas

Comer lentilhas faz bem à saúde porque é um alimento muito rico em vitaminas e minerais e possui apenas 127 calorias em cada porção de 100 gramas. Apesar de serem mais intensamente consumidas na ceia de ano novo, elas podem ser usadas como substituto do feijão no dia a dia durante todo o ano.
Porém, o preço das lentilhas varia entre 4 e 6 reais em embalagens de 500 g, o que é mais caro que o feijão e devem ser evitadas por quem tem ácido úrico elevado, sendo um alimento que faz aumentar as purinas, que podem provocar as crises de gota.

Por que comer lentilhas

Apesar de ser rica em carboidratos, as lentilhas podem ser preparadas sem adição de gorduras, se tornando assim uma ótima refeição para uma dieta de emagrecimento. Pode-se então concluir que os 7 principais benefícios de comer lentilhas incluem:
  1. Ajudar a diminuir o colesterol - porque têm fibras insolúveis que diminuem a absorção de gorduras.
  2. Desintoxicar o organismo regulando o intestino e, por isso, limpam os intestinos absorvendo as toxinas.
  3. Diminuir a Tensão Pré-Menstrual - pois contêm uma substância chamada de lignanas, que tem uma ação semelhante aos hormônios femininos como os estrogênios que ajudam a diminuir os sintomas de TPM.
  4. Combater a diabetes - porque apesar de ter muitos carboidratos, têm muitas fibras e fazem com que o açúcar não aumente muito sangue.
  5. Prevenir e tratar a anemia - alimento muito rico em ferro, recomendado especialmente para vegetarianos com tendência a desenvolver anemia.
  6. Ajudar a prevenir o câncer - porque além de serem ricas em fibras que diminuem o risco de câncer no cólon têm antioxidantes que protegem as células do corpo.
  7. Melhorar a saúde dos ossos - além de ter cálcio, contém isoflavonas que ajudam a produzir hormônios importantes para fortalecer os ossos.
Além disso, as lentilhas são ricas em zinco, que ajuda a fortalecer o sistema imune e são muito boas para tratar a anemia porque têm muito ferro e, além disso, sua alta quantidade de fibras melhora o trânsito intestinal e alivia a prisão de ventre e o inchaço da barriga.
7 Benefícios de comer lentilhas

Como fazer lentilhas

As lentilhas podem ser feitas como se faz o feijão e, por isso, basta cobrir as lentilhas com água e deixar cozinhar por 30 minutos. Assim, para fazer uma sopa rápida e nutritiva basta cozinhar as lentilhas secas junto com cenoura, salsão e cebola, por exemplo, e comer em forma de sopa ou junto com arroz.
Existem vários tipos de lentilhas, mas normalmente todos os tipos devem ficar de molho para que produzam menos gases intestinais, assim como o feijão.
As lentilhas podem ser verdes, marrons, pretas, amarelas, vermelhas e laranja, contendo consistências diferentes e ficando mais firmes ou macias após a cozedura. Por isso, as lentilhas laranja, como ficam macias e pastosas, são geralmente utilizadas na alimentação dos bebês, porém, é necessário colocar de molho, para não provocar prisão de ventre ou cólicas no bebê.

Receita com lentilhas

Uma receita deliciosa e fácil de fazer com lentilhas é a salada quente de batata e lentilhas.
Ingredientes
  • 85 g de lentilhas
  • 450 g de batatinhas novas
  • 6 cebolinhas verdes
  • 1 colher de sopa de azeite virgem extra
  • 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
  • Sal e pimenta
Modo de preparo
Colocar as lentilhas em uma panela com água a ferver por 20 minutos, retirar as lentilhas da água e reservar. Em outra panela colocar as batatas em água fervente por 20 minutos, retirar e cortar ao meio para uma taça. Adicionar às batatas as cebolas cortadas em rodelas e as lentilhas. Por fim, adicionar o azeite, vinagre, sal e a pimenta.

Informação nutricional da lentilha

ComponentesQuantidade por 100 g de lentilhas
Energia127 calorias
Proteínas5 g
Gorduras0,4 g
Carboidratos25,9 g
Fibras3,2 g
Vitamina B1100 mcg
Vitamina B2120 mcg
Vitamina B30,9 mg
Vitamina C16,8 mg
Zinco5 mg
Cálcio18 mg
Fósforo71 mg
Ferro2,4 mg
As lentilhas são excelentes fontes de ferro, mas para melhorar a sua absorção pelo organismo é importante comer de sobremesa frutas cítricas, como laranja ou kiwi, por exemplo.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

LENTILHA

Como Consumir na Dieta e Benefícios

Muitos brasileiros diariamente lutam contra a balança e mesmo assim acabam não encontrando os resultados que esperavam. Alguns chegam até desistir de emagrecer e aí comem tudo o que veem pela frente. Nós sabemos o quanto é difícil eliminar as gorduras indesejadas, porém você deve se esforçar dia após dia para garantir sucesso em seu objetivo. Ter um corpo perfeito é uma tarefa difícil, mas não é impossível e, em nosso cotidiano há alguns alimentos que além de serem saudáveis, ainda nos ajudam a emagrecer! Veja a seguir nesta matéria sobre a lentilha que emagrece e até fortalece os músculos. Confira como consumi-la em sua dieta e todos os seus benefícios:
Como Consumir a Lentilha na Dieta
Você pode consumir a lentilha de diversas formas em seu cardápio. Ela pode acompanhar o arroz ou as saladas e também fazer parte de temperos. Use sua criatividade e crie combinações deliciosas com este grão. É importante ressaltarmos que assim como qualquer alimento, quando a lentilha é consumida em excesso pode nos proporcionar malefícios, portanto, atente-se para a quantidade diária ideal. Veja abaixo como preparar uma receita de lentilha cozida:
Ingredientes
  • 200 gramas de lentilha
  • 2 colheres de óleo
  • 2 dentes de alho (picados)
  • 1 cebola (picada)
​Modo de Preparo
Leve os grãos até o fogo em uma panela com água e cozinhe-os. Em seguida pegue outra panela, adicione o óleo e doure o alho. Refogue a cebola e depois as junte com o alho na panela com as lentilhas. Para garantir que as lentilhas amaciaram bem, cozinhe durante mais um tempo. Pronto! Este será um delicioso e saudável acompanhamento para o seu almoço.
Benefícios
Este grão nos ajuda a emagrecer, porque proporciona saciedade ao nosso organismo e isso faz com que nós fiquemos sem comer por um período maior de tempo. Mas os benefícios não acabam por aí! A lentilha também reduz os níveis de colesterol, aumenta a fertilidade, é antioxidante, contém poucas calorias, é rica em proteínas e fibras, retarda o envelhecimento e até combate as anemias! Inclua este pequeno grão em sua dieta e sinta a saúde de seu corpo melhorar gradativamente. Lembre-se que para emagrecer com muito mais facilidade é preciso que você faça exercícios físicos com frequência e mantenha uma alimentação balanceada.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Regime para Emagrecer Cardápio

Regime para Emagrecer Cardápio Completo de 1200 Calorias Perca 7kg

Tudo Sobre Regime para emagrecer cardápio completo de 1200 calorias perca 7kg

Para você que deseja emagrecer mais sempre acha uma desculpa para fugir dos regimes preparamos um cardápio super simples e muito fácil de seguir.

Nosso Regime para emagrecer tem um cardápio de apenas 1200 calorias completo com varias opções para cada refeição do seu dia.
Nosso cardápio é simples, fácil e barato de seguir vale a pena conferir.
3 dicas para emagrecer que podem ajudar você a cumprir o compromisso durante o tempo necessário para conseguir emagrecer tudo o que se comprometeu.
As dicas são simples mas muito importantes, confira abaixo:

Fazer um diário alimentar:
Registrar tudo o que come é importante e faz muita diferença para pessoas que estão de dieta anote tudo o comeu durante todo dia nem que seja uma bala no final do dia leia e procure por erros alimentares e corrigi-os de forma que a cada novo dia você repense sua alimentação.
Caso você passe grande parte do seu dia próximo a alguém peça para que esta pessoa tome nota que você esta comendo e bebendo esta é uma forma melhor e mais rigorosa de fazer esse registro com certeza isso vai mudar e muito como você e suas refeições do dia a dia.,

Faça compras somente após suas refeições:
Fazer compras depois de almoçar ou mesmo tomar um lanche fara você ir as compras sem fome é mais fácil seguir a lista de compras e não se sentir a tentação de comprar uma bolacha recheada ou outra salgadinho ou bebida que não faça parte de seu plano alimentar.
Pense como uma pessoa magra se não tiver no armário de casa, não dá pra comer.

Faça suas refeições sempre em grupo:
Fazer refeições sempre acompanhado de alguém ajuda pois sozinho é mais fácil consumir e perder facilmente a noção da quantidade de comida no prato.
É normal encontrar pessoas que gostem de comer após terminar a refeição usam a sobremesa para acabar de se encher mais ainda, isso muitas vezes acontece pois não ninguém para lhe trazer a realidade e criticar seu excesso na alimentação.
Além disso, companhias que compartilhem bons hábitos alimentares motivam e tornam as opções mais saudáveis prazerosas.
Por isso é importante escolher bem o restaurante onde vai almoçar diariamente e também levar pessoas que façam opções saudáveis de refeições também.


FICA A DICA:


É comum grande um paciente procurar um nutricionista para emagrecer somente quando já esgotou todas suas tentativas de fazer regime ou dietas por iniciativa própria sem conseguir perder peso, e normalmente não consegue levar a dieta até o fim, falhando muitas vezes.
Quem sabe um visitinha a uma nutricionista não deixa você mais confiante a pelo menos terminar uma dieta.

Tire aqui suas duvidas sobre o Cardápio para emagrecer:

Por quantos dias posso seguir o cardápio?
Você pode seguir o cardápio por até 30 dias. Dar uma pausa de 30 dias para depois seguir novamente o mesmo cardápio.
Quantas calorias tem esse cardápio?
Este cardápio tem 1200 calorias por dia – 6 refeições 1200 calorias no total
Posso tomar refrigerante ou Bebida Alcoólica durante a dieta?
Não. Pois o resultado será infinitamente menor. Bebida industrializa faz você reter liquido opte por sucos naturais ou água mesmo.

Abaixo o cardápio completo do Regime para emagrecer o cardápio esta passo a passo com 4 opções para cada refeição do dia:

Café da Manhã:
  • Opção 1: 1/2 papaia com 1 colheres sobremesa de farinha de linhaça + 1 fatia média de queijo branco.
  • Opção 2: 2 torradas integrais com pasta de soja + 2 fatias de queijo branco + 1 copo 250 ml de suco de tomate.
  • Opção 3: 02 kiwis com 01 colheres sopa de aveia e 1 fio de mel + 1 omelete com 1 clara e 1 fatia de peito de peru.
  • Opção 4: 1 copo 250 ml de leite de soja sem sabor batido com 8 morangos.
Lanche da Manhã:
  • Opção 1: 02 ameixas vermelhas.
  • Opção 2: 06 morangos.
  • Opção 3: 01 pêra.
  • Opção 4: 04 unidades de castanha-do-pará.
Almoço:
  • Opção 1: colheres sopa de arroz integral + 1 concha pequena de lentilha + 1 colheres sopa abobrinha com carne moída.
  • Opção 2: 3 colheres sopa de arroz integral com brócolis ou couve-flor refogada, tomate e pimentão picados + 1 prato sobremesa de camarão grelhado + 1 prato raso de folhas verde-escuras, palmito e pepino à vontade + 1 colheres sopa de azeite de oliva.
  • Opção 3: 2 colheres sopa de purê de inhame + 1 posta média de peixe grelhado com tomates-cereja + 1 prato raso de folhas verde-escuras, brócolis e pimentão refogados à vontade + 1 colheres sopa de azeite de oliva.
  • Opção 4: 2 batatas cozidas picadas com 1/2 tomate, cheiro-verde, champignon e brócolis refogados à vontade + 1 lata de atum light sem a água + 1 colheres sopa de azeite de oliva.
Lanche da Tarde:
  • Opção 1: 3 biscoitos de fibra light.
  • Opção 2: 1 pote de iogurte de soja com 1 colheres sopa de farinha de linhaça.
  • Opção 3: 1 fatia de pão integral light com 1 colheres sopa de tofu com 1 colheres sopa de pasta de soja.
  • Opção 4: 2 torradas integrais com pasta de atum com maionese light.
Jantar:
  • Opção 1: 2 colheres sopa de arroz integral misturado com tomates- cereja + 1 posta média de peixe grelhado + 1 prato raso de folhas verde-escuras e brócolis à vontade + 1 c colheres sopa de azeite de oliva.
  • Opção 2: 2 colheres sopa de suflê de couve-flor + 1 filé de peito de frango grelhado + 1 prato raso de folhas verde-escuras, tomate e champignon à vontade + 1 col. sopa de azeite de oliva.
  • Opção 3: 1 berinjela média recheada com carne de soja + 1 prato de folhas verde-escuras, tomate e aspargos à vontade e 2 colheres sopa de milho em lata + 1 colheres sopa de azeite de oliva.
  • Opção 4: 2 colheres sopa de purê de abóbora + 3 fatias de rosbife + 1 prato raso de folhas verde-escuras, tomate, brócolis refogado e brotos de feijão à vontade + 1 colheres sopa de azeite de oliva.
Ceia:
  • Opção 1: 01 fatia de abacaxi.
  • Opção 2: 01 copo de suco de laranja natural.
  • Opção 3: 05 unidade de morango.
  • Opção 4: 01 unidade de maçã pequena.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

RESENHA - A CURA DA DIABETES PELA ALIMENTAÇÃO

Dr. Brian M. Connolly *
O diabetes é um sintoma da Cultura da Morte, que traduz uma perda gradual da nossa inteligência e capacidade de amar, que hoje atinge a população mundial, ou seja, trata-se de uma verdadeira pandemia. Os ensinamentos do Dr. Gabriel Cousens adquiridos e praticados ao longo de 30 anos, materializados neste livro, é uma ode que nos magnetiza e nos chama para o retorno à Cultura da Vida. Dr. Gabriel Cousens.
A resenha abaixo foi escrita pelo Dr. Brian M. Connolly*, um ex-diabético tipo 2. Ela nos induz a pensar que este livro está dedicado à cura somente do diabetes tipo 2. Entretanto, eu li este livro, e pretendo reler muitas vezes, porque é um néctar para todo Ser humano que deseja mais saúde e luz e, ele garante a cura de quase 100% do diabetes tipo 2 em seu programa de 21 dias. Aliás, tem muitos casos que já alcançam taxas de glicose < 100 mg/l em 1 semana. Mas, o índice de cura ou redução de uso de insulina é da ordem de 80% em diabéticos tipo 1. Casos mais crônicos e graves alcançam a cura em 4-5 meses. Conceição Trucom.
Nós, os mais diretamente afetados pelo diabetes - tipo 1 e tipo 2 que são cerca de 250 milhões em todo o planeta-, podemos dizer que somos afortunados pelo surgimento de um li­vro que afirma em linguagem clara e precisa que existe de fato a cura para essa doença. A vocês, os outros milhões que brincam com a possibilidade de desenvolvê-la, está sendo dada de presente a prevenção em forma de livro, uma prescrição que, se seguida, garantirá a manutenção de sua saúde e bem estar por muito tempo.
O autor, Gabriel Cousens, é um médico extraordinário, que tem agido com coerência há décadas como figura de prestígio na área da saúde. Graças ao trabalho de sua vida e aos passos delineados neste livro, consegui sair de uma situação perigosa de um diabetes tipo 2, com taxa de glicose de 292, para uma taxa de 113, sem insulina, em apenas nove dias. Sei que parece espantoso e até difícil de acreditar. Mas garanto que não apenas aconteceucomo foi documentado. E o mais importante: você pode realizar o feito e melhorar sua qualidade de vida, seja em nove, 21 ou 30 dias, como recomenda­do nas páginas deste livro: A cura do Diabetes pela Alimentação Viva (Alaúde).
Para cada um de nós há dias cruciais, sinais que mudam a direção de nossa vida e nos marcam para sempre. Para mim, esse dia foi 14 de setembro de 2006, quando recebi o que para muitos é uma condenação à prisão per­pétua. Eram 16:40h, e eu estava ao telefone com um especialista em diabetes, o respeitado doutor William Kaye, formado na Faculdade de Medicina de Harvard e fundador e diretor de uma das maiores clínicas de tratamento para essa doença dos Estados Unidos. Ele me informou que eu havia entradooficialmente para a lista de seus quase 18.000 pacientes como um recém-diagnosticado: diabético do tipo 2.
Quando se ouve algo do gênero pela primeira vez, uma coisa esquisita acontece. Há uma sensação de que o mundo parou - e, esperançosa­mente, um sinal de alerta. Quando você conta que tem diabetes a seus parentes, amigos e pessoas próximas, essa pausa é ainda maior. Pode-se quase sentir o cheiro do medo neles, como se tivessem descoberto quealguém muito querido está para morrer. No meu caso, até me senti en­vergonhado por ter ficado diabético, pois me considerava um especialista secundário nessa doença.
Eu tinha sido vice-presidente da Diabetes Research and Wellness Foun­dation, instituição sem fins lucrativos que havia arrecadado 30 milhões de dólares, 90% dos quais direcionados para pesquisas e programas de educa­ção. E ocupara uma cadeira no conselho de diretores do Instituto de Pesquisa do Diabetes da Universidade de Miami, cujo orçamento anual era de 20 milhões de dólares. Nessa época, trabalhava todos os dias com as principais associações e companhias farmacêuticas e de produtos para diabéticos, entreas quais a Associação Americana de Diabetes, a Juvenile Diabetes Reasearch Foundation, a Bayer, a Eli Lilly e a Pfizer, além de mestres na área. Esses grupos forneciam aos diabéticos insulina, medicamentos, seringas, medido­res de glicose, revistas, informativos, livros e enfermeiros capacitados para tratar a doença. O que me chama a atenção agora é como, na época, todos pareciam se empenhar tanto em vender seus produtos e serviços, ou em arre­cadar dinheiro, em vez de promover o entendimento da causa e da urgênciada prevenção reversão do diabetes, como faz o doutor Cousens neste livro.
O Instituto de Pesquisa do Diabetes da Universidade de Miami estava voltado à criação de um novo doutor Frankenstein, transplantando células de porcos em pessoas a um custo exorbirante para a sociedade e para os pa­cientes, tanto financeiramente quanto no que se refere à saúde. Imagine o que pensam desse procedimento os mais de 50 milhões de diabéticos judeus e muçulmanos que não consomem carne de porco.
O mais traiçoeiro nesse protocolo fracassado foi que os envolvidos se vangloriavam por ter livrado os pacientes da insulina, enquanto faziam algo muito mais nocivo: realizavam cirurgias invasivas, colocavam partes de por­cos em órgãos humanos e entupiam os pacientes com drogas imunossupressoras para impedir a reação natural do organismo de rejeitar as células suínas implantadas. Essas células destruíam então as células saudáveis do corpo, enfraquecendo o sistema imunológíco do paciente e deixando-o vulnerável a diversas doenças. E eles ainda tinham a coragem de se referir a tal procedi­mento como uma cura. Foi meu primeiro e último dia como membro desse conselho, pois não podia, em sã consciência, apoiá-los de maneira alguma.
Por experiência própria, posso dizer que uma porção de gente está ga­nhando muito dinheiro à custa desses inocentes ratos de laboratório co­nhecidos como diabéticos. Causa alguma surpresa que, em se tratando de resultados positivos - a reversão de fato da doença e o número cada vez menor de pessoas diagnosticadas —, todas essas companhias, institutos de pesquisa, fundações e associações tenham fracassado vergonhosamente? Quando abri o escritório da Diabetes Research and Wellness Foundation, em Palm Beach, em 2000, estimava-se que 200 milhões de casos haviamsido diagnosticados no mundo todo. Em apenas sete anos, esse número aumentou em praticamente 50 milhões. Isso é o que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças —cdc chama de epidemia. O mais trágico é que é uma epidemia totalmente evitável, como você descobrirá neste livro. E, quando seguir as recomendações do doutor Cousens, você não só se tornará uma pessoa mais saudável, como muito provavelmente ficará livre da doença pelo resto da vida.
Você deve estar pensando que essas organizações voltadas para o diabetes, que representam bilhões de dólares, hoje se dão conta de que sua abordagem não teve sucesso. Durante o tempo em que fiz parte do conselho de uma delas, percebi que essas instituições estão mais interessadas em se perpetuar e arrecadar dinheiro do que em encontrar o caminho para a prevenção ou uma cura não invasiva e de custo viável. Os diabéticos são entupidos de medica­mentos, arruinados financeiramente e sujeitos a mais amputações do que os portadores de qualquer outra doença. Muitas vezes, ficam cegos e morrem cedo, tudo porque os incentivos para acumular dinheiro são sedutores de­mais para a indústria do diabetes fazer a coisa certa.
No outro extremo, o Dr. Gabriel Cousens não desperdiçou dinheiro algum, não sobrecarregou o contribuinte e foi praticamente 100% bem sucedido sem o uso de medicamentos nem efeitos colaterais. Posso dizer com segurança que, se a indústria do diabetes parasse de desperdiçar todo o seu di­nheiro e recursos em pesquisas inúteis e protocolos equivocados e antiquados e simplesmente adotasse as técnicas e os protocolos deste livro, o diabetes tipo 2, que acomete quase 99% de todos diabéticos, seria erradicado para sempre!
Dessa forma, parabenizo você que investir seu tempo e dinheiro adquirindo o livro A cura do diabetes pela alimentação vivaFaça dele seu companheiro, escreva comentários nele, marque as páginas de seu interesse, compartilhe seus trechos preferidos e estatísticas com sua família e amigos. E, quando se curar, ou integrar ao seu estilo de vida as medidas pre­ventivas propostas, por favor, dê o próximo e mais importante passo: conte a seus amigos diabéticos e profissionais da área que agora existe uma cura - e que você é a prova viva disso. 
* Esta resenha foi escrita pelo Dr. Brian M. Connolly, MD, como Prefácio do livro A cura do Diabetes pela Alimentação Viva - Dr. Gabriel Cousens - Alaúde. Ele é médico anestesista, fundador e CEO da Healthful Communications, Inc.

https://www.docelimao.com.br/site/desintoxicante/alimentacao-viva/1230-a-cura-do-diabetes-pela-alimentacao-viva.html

sábado, 18 de junho de 2016

http://www.tratamentodadepressao.org

http://www.tratamentodadepressao.org

quinta-feira, 17 de março de 2016

Trapaça e crime de lesa pátria

Artigo > Luis Milman 

Desde 2000 combato o PT como posso. Como repórter, professor universitário, articulista e como ex-conselheiro do Movimento de Justiça e Direitos Humanos. Desde 2000, quando Olívio Dutra era governador do RS, convenci-me, pelos fatos, de que o PT, em nível estadual e nacional, é uma organização esquerdista-populista criminosa e corrupta, que segue à risca um projeto de perpetuação no poder e eliminação das oposições. Uma organização antidemocrática, totalitária, para a qual qualquer meio justifica seus fins. No Rio Grande, suas cúpulas se emparceiraram com bicheiros e proxenetas , no mundo clandestino; em nível nacional, com bancos e empreiteiras corruptos, desviando, há anos, bilhões do patrimônio público. Para isso, Lula e seus sequazes trouxeram para o centro da República práticas abjetas, sórdidas, de compra de parlamentares por meio de pagamento de mensalões e outras formas de corrupção, além das já tradicionais oligárquicas, como a farta criação de cargos no setor público para apadrinhados e aliados. Tudo para formar uma base aliada que submetesse o país a um projeto esquerdo-populista que deveria estender-se indefinidamente. Usaram bancos de fomento para cooptar um empresariado que se deixou dominar pela tentação dos juros subsidiados e que, em troca, enchiam as burras de petistas e seus apoiadores com doações de campanha e propinas. Investiram pesadamente no aparelhamento da sociedade por meio de ativismo ideológico nas escolas, na universidade, no meio intelectual e jornalístico, onde Lula foi guindado à condição de gênio intuitivo e maior liderança política da história brasileira. Criaram, com a ajuda de sindicatos e da Igreja marxista, setores de pressão sob seu cabestro, que os identificavam como salvadores da pátria. O populismo de esquerda opera, no nível estratégico, para manter uma sociedade sob seu controle. E para isso, pratica a corrupção dos costumes e das referências e solapa as instituições, sempre coma expectativa de anunciar, para uma sociedade fragilizada e divida, um inesperado milagre de seu líder. O retorno de Lula ao governo, agora como superministro e tutor de Dilma, que renunciou ao seu mandato na prática, é um indicativo deste movimento messiânico.

Desde que foi fundado, em 1979, o PT lulista opera em todas as frentes do ilícito e da trapaça. Ele devastou as companhias estatais, a começar pela Petrobrás, inoculando nelas o superfaturamento sistemático de obras e uma rede de propinas que abastecia os gerentes da empresa e os políticos que os nomeavam, sempre sob o manto protetor de Lula e Dilma. Do ponto de vista de gestão, um escândalo sem precedentes, que custou ao país, segundo os cálculos até aqui feitos pelos investigadores do crime, um rombo de R$ 50 bilhões somente na estatal de petróleo. Na esfera da administração do estado, a característica petista é a incompetência tão absoluta que nos faz desconfiar ser deliberadamente instruída pela lógica do desmantelamento da sociedade para que se reforce o papel do líder messiânico.

A saúde pública está à beira do colapso; pelas fronteiras entram drogas que abastecem o gigante mercado nacional de estupefacientes, produzindo drogados em todos os níveis sociais de modo alarmante. Os presídios são masmorras superlotadas controladas pelo crime organizado e a sociedade está submetida à violência cotidiana de criminosos cada vez mais perigosos e ousados. A educação formal foi abandonada e substituída por um arremedo ideológico de doutrinação, cujo efeito danoso é a produção de jovens sem capacidade para fazer operações de raciocínio e cálculo. Temos milhões de analfabetos funcionais, que não conseguem interpretar um texto, seja qual for ele, além da volta do analfabetismo strictu sensu.

Com as revelações emanadas de Curitiba, sobre as falas gravadas, na Operação Lava-Jato, de Lula e Dilma e Lula com outros comparsas, a nação descobre, atônita, que os níveis de degradação deste projeto de poder lulopetista, embora já conhecidos em boa parte, ultrapassaram todas as barreiras do pensável. São níveis de criminalidade aberta, instalados no Palácio do Planalto, onde se tramam e articulam complôs para manter a República refém de uma gangue que faz qualquer movimento para solapar a lei e as instituições. A nomeação de Lula par a Casa Civil é a demonstração deque os petistas operam na faixa do mito. Mas também é a confissão do crime que o juiz Sérgio Moro e a equipe de procuradores da República da Força-tarefa da Operação Lava-Jato detectaram num momento histórico da nação. O que foi tramado em Brasília não é crime comum, mas sim crime lesa pátria. Vivemos agora o tempo em que, com o apoio massivo do povo nas ruas, esta organização criminosa será, enfim, escorraçada do que restou de suas posições de poder. Para sempre. 

Postado por Polibio Braga às 05:32

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

QUEM FINANCIA O ASTRÓLOGO?

Quinta-feira, janeiro 24, 2008
 
QUEM FINANCIA O ASTRÓLOGO?

Anselmo Heidrich está se propondo a um trabalho interessante, a desmitisficação de dois engodos da imprensa eletrônica nacional, o jornal Mídia sem Máscara e seu mentor, o sedizente filósofo e astrólogo Olavo de Carvalho. Sedizente filósofo porque se pretende como tal. Astrólogo por ofício, já que escreveu três ou quatro livros de astrologia, que curiosamente prefere nem mais citar em sua bibliografia. Aliás, o “filósofo” parece ter desistido de definir-se como astrólogo, pois em seus créditos já não acrescenta o antigo ofício. Quando a profissão é infamante, melhor declarar-se bailarina.

Ok! Filósofo não é profissão regulamentada, como muito menos a de astrólogo, psicanalista ou ornitologista. Assim, quem quiser anunciar-se como filósofo, astrólogo, psicanalista ou ornitologista, esteja a gosto. Nihil obstat!

Como leitor que um dia teve algum apreço por Olavo de Carvalho e ex-colaborador censurado do Mídia sem Máscara, presto meu depoimento. Gostei de seu livro O Imbecil Coletivo. Quando Olavo o autografou na livraria Cultura, em São Paulo, fui lá prestigiá-lo. O autógrafo veio eivado daquela simpatia impessoal que os autores dedicam a um leitor quando não querem comprometer-se. Li também oImbecil Coletivo II, menos interessante que o primeiro, como todas as suítes de filmes. Acabei sabendo que meu livro sobre a Suécia, O Paraíso Sexual-Democrata, fora citado em O Jardim das Aflições. Até hoje não entendi porquê. Meu livro nada tem a ver com o que pretende ser um tratado de filosofia.

Tratado de filosofia, umas ovas. Olavo irritou-se com uma palestra de um certo José Américo Motta Pessanha sobre Epicuro, proferida no MASP, em maio de 1990, e escreveu um livro inteiro para contestar o autor. Na verdade, quem Olavo não suporta é Epicuro,o filósofo de Samos que se opôs às concepções fundamentais dos estóicos, platônicos e peripatéticos, aproximando-se dos cirenaicos, movido por uma dupla necessidade: a de eliminar o temor aos deuses e a de desprender-se do temor da morte. Segundo Ferrater Mora, “o primeiro se consegue declarando que os deuses são tão perfeitos que estão além do alcance do homem e de seu mundo; os deuses existem (pois, contrariamente à opinião tradicional, Epicuro não era ateu) mas são indiferentes aos destinos humanos. O segundo se consegue advertindo que enquanto se vive não se tem sensação da morte e quando se está morto não se tem sensação alguma. (...) A felicidade se consegue quando se conquista a ataraxia, não para insensibilizar-se por completo, mas para alcançar o estado de ausência de temor, de dor, de pena, e de preocupação”.

É claro que este tipo de filosofia não pode servir a um astrólogo que, manipulando a superstição, quer exercer poder sobre seus semelhantes. Quem não teme a morte não teme deuses nem astros. O divertido em tudo isso é que, Olavo, irritado com o Pessanha, escreveu um livro inteiro sobre sua palestra. Ora, invejo o Pessanha. Adoraria um ouvinte assim irritado. Se cada palestra minha tivesse gerado um livro, minha bibliografia hoje seria vasta. Caso típico de um tiro que saiu pela culatra.

O autor de O Jardim das Aflições revela-se mais com vocação para garçom do que para ensaísta. Elabora sofisticados coquetéis de idéias que nada têm a ver com pensamento. Mistura todo tempo filosofia e teologia e chega a proferir este despautério: “O sábio deve, por um lado, obediência às leis e costumes, caso não deseje ser excluído da comunidade humana; deve-a, por outro lado, ao Deus verdadeiro, do qual a comunidade só conhece analogias e símbolos distantes, cristalizados em ritos e mandamentos cujo sentido se perdeu”.

Que Deus verdadeiro? Teria lido o pretenso teólogo algum dia a Bíblia? Até Jeová acreditava em outros deuses, tanto que mandava destruir seus altares. Os jeovistas contemporâneos são mais jeovistas que Jeová, acham que deus é um só. Jeová não achava. Aliás, esse gambito do astrólogo é muito safado. Professa um cristianismo abstrato, manifesta sua fé no tal de Altíssimo, sem jamais dizer à qual confissão de fé pertence. Aparentemente, é a fé católica. Mas o astrólogo não pode afirmá-la, sob pena de incoerência. Ninguém pode ser católico tendo tido três mulheres. Muito menos ser astrólogo e católico ao mesmo tempo. Então, fica professando aquele cristianismo indefinido, que só convence quem adora ser convencido – para não ter de comprometer-se. Em suma, um arremedo de Nostradamus que vive de mascambilhas. Nós, ateus, podemos ter uma, dez ou vinte mulheres. Católico só pode ter uma só.

Católicos, hoje, têm se mostrado mais enrustidos que homossexuais dentro do armário. Se homossexualismo se tornou uma opção comportamental, a fé católica é mais difícil de sustentar. Essas empulhações de mãe virgem, de deus-três-em-um, de Cristo que ressuscitou, de vinho que vira sangue, de pão que vira carne, já não convencem nem mesmo os cristãos.

De escritor de textos lúcidos contra as esquerdas, Olavo de repente descambou para aiatolices. O Mídia sem Máscara seguiu o chefe. Quando escrevi sobre as práticas medievais da Opus Dei aqui em São Paulo, recebi advertência do editor Paulo Diniz. Que não era bem assim, etc e tal. Quando escrevi que Cristo nascera em Nazaré, mas não em Belém – questão que sequer constitui dogma – fui censurado. Hoje o Vaticano mostra um presépio na praça de São Pedro, onde Cristo nasce em Nazaré. Se o Vaticano mandar um artigo para o Mídia sobre o assunto, certamente será censurado. Quanto a algum artigo do Bento, talvez passe. Neste Natal passado, enquanto o Vaticano afirmava o nascimento do Cristo em Nazaré, o Bento falava em Belém. Pelo jeito, está faltando comunicação interna na Santa Sé.

É curioso observar que o Mídia – que, bem ou mal, acaba se professando católico ou algo por el estilo – não escreveu uma linha sobre a visita do papa a São Paulo. Pelo jeito, temos cisma à vista. Quem sabe o Olavo cria uma seita. Dá grana a granel – os pastores da Renascer ou da IURD que o digam – e assim Olavo não precisaria pedir esmola a seus discípulos para sustentar suas vilegiaturas na Virginia. Também é curioso observar que Olavo, defensor incondicional da cristandade, nunca disse sequer uma palavrinha contra as práticas hediondas do islamismo, como a ablação do clitóris e a infibulação da vagina.

Padre não briga com padre. Muito menos astrólogos com teólogos. O ofício é o mesmo. Como escreveu Anselmo, “o Mídia Sem Máscara hoje é um site que detém elementos claramente totalitários. E isto parte da chamada “filosofia de Olavo de Carvalho”. Mas, seu maior erro é se julgar “sem máscara” enquanto que, na verdade, apresenta dois rostos: um anticomunista e outro tão totalitário quanto o comunismo, o do fundamentalismo religioso em campanha contra o estado laico e a pluralidade de opiniões intrínseca à democracia. (...) E não diferencio isto de um lixo como Carta Capital ou Caros Amigos”.

Mantive longos debates com alguns meninos da comunidade Mídia sem Máscara, no Orkut. Todos se manifestavam católicos, mas pouco ou nada entendiam de teologia ou doutrina da Igreja. Em boa parte, defendiam a Inquisição. Mais ainda: mantinham uma postura de quem se atribuía direitos sobre a orientação do jornal. Muito estranho.

A pergunta que permanece é esta: quem financia o Mídia sem Máscara? Porque o jornal tem algum custo de edição. Seus redatores não recebem nada. Os editores recebem. Recentemente, a ministra petista Marina da Silva alinhou-se a Olavo de Carvalho na defesa do creacionismo. Quando tivermos esta resposta, saberemos a quem servem Olavo de Carvalho e seus acólitos.

Olavo estende o chapéu desde Virginia: “Estou pedindo a todos os meus leitores e amigos que me ajudem a fazer o que tenho de fazer. Doações pessoais ainda são permitidas e livres de impostos. Quem tiver sensibilidade e condições para isso, que faça uma contribuição por qualquer destes três meios, à sua escolha: “Para contribuições em dólares, por cartão de crédito, simplesmente clique o botão abaixo e siga as instruções (no formulário, em resposta ao item "payment for", escreva simplesmente "donation").

Ainda há poucos dias, o Mídia sem Máscara oferecia um curso de filosofia ministrado pelo astrólogo em Virginia, por módicos três mil e poucos dólares. Parece que o site tomou vergonha: o anúncio do curso não está mais lá.

Ora, alguém acredita que leitores financiarão um guru nos States? Guru brasileiro? Para isto é preciso manipular altos níveis de vigarice, oriundos de países que têm prestígio místico. Falo de Bento XVI, Osho, Dalai Lama, Deepak Chopra.

Não é empreitada para campineiro. Resta então a pergunta: quem financia o astrólogo?


quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Instrução e Educação

“A educação preocupa-me muitíssimo, sobretudo porque é um problema muito evidente, claro e transparente e ninguém faz nada a este respeito. Confundiu-se a instrução com a educação durante muitos anos e agora estamos a pagar as consequências. Instruir é transmitir dados e conhecimentos. Educar é outra coisa, é transmitir valores […] Se, para ser educado, tivesse que ter sido instruído previamente, eu seria uma das criaturas mais ignorantes do mundo. Os meus familiares eram analfabetos, como me iriam instruir? É impossível. Mas sim, educaram-me, sim, transmitiram-me os valores básicos e fundamentais. Vivia numa casa paupérrima e saí dali educado. Milagre? Não, não há nenhum milagre. Aprendi a vida e a lição dos mais velhos quando nem eles mesmos sabiam que me estavam a dar lições”. (4 de Fevereiro de 2007. In José Saramago nas Suas Palavras)