quarta-feira, 5 de abril de 2017

Desejos

Por Gilrkardo

A gente imagina escrever… ao que deveria imaginar o que pensar… e aí então a vaca parece ir para o brejo. Mas um respiro fundo e voltamos são e salvos ao trilho da criação. É um livre andarilhar… um livre ir-se… de um canto a outro… Como seria desejável sentir-se desinibido diante das palavras. Palavras soltas ou presas.
Palavras destinadas a se fazer caminho para minhas angústias e desejos inconfessáveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se preferir utilize o email: gilrikardo@gmail.com